Peculiaridades felinas

Joana não esperava tanto, mas quando viu Maria Inês dar a luz a quatro, ficou extasiada. Não é sempre uma gata consegue tal feito. “Sou avó”, dizia com total satisfação de quem vê a família aumentar. O parto aconteceu há uma semana e não teve complicações.

Maria Inês é proposital. Joana sempre deu nome de gente aos animais que criou. Atrocidades como João Gilberto, Caetaninho, Fafá de Belém e Fátima são alguns dos nomes que deu a seus incontáveis gatos.

Hoje, viúva e aposentada, Joana só vive para Maria Inês. Agora então que a Angorá deu a luz a quatro, a vida renasceu naquela velha casa da CSA 3 em Taguatinga, Distrito Federal.

Todo o cuidado do mundo agora é dispensado aos bebês. Desde a cama nova às rações especiais para lactantes. Maria Inês tem um olho azul e outro verde. Chegou à casa de Joana com dois meses de vida e hoje tem dois anos.

Fez suas primeiras marcas no sofá amarelo que era o móvel mais requintado da casa. “Gatinha de bom gosto”, conformava-se Joana, que nunca teve filhos.

O finado Sebastião (Deus o tenha) é que não se conformava com a situação. Odiava gatos e sempre que Joana chegava com mais um, ele dava escândalos estratosféricos, daqueles que a rua inteira já conhecia. Ela nem se importava mais. No fim acabava cedendo e ainda ajudava a criar os bichanos.

Agora Joana está preparando a Água Boricada em um algodão para limpar os umbigos. Sim, eles caem depois de uma semana (e ficam horrorosos antes disso). Maria Inês nem se importa com a presença da anfitriã. Em seus pensamentos felinos soam coisas do tipo: “ela definitivamente não sabe como se faz…”

E Joana, em sua ignorância do universo de Maria Inês continua limpando os umbigos… Ela faz festa pra nova mamãe, que não está nem aí, sempre com aquele olhar de quem está vendo nuvens.

Maria Inês está comendo bastante. A fome não acaba, e os bebês não param de mamar. Eles dormem mamando. E se a mãe resolver sair por 5 segundos é choro do quarteto na certa. Mas para quem tem avó por perto, a vida é um paraíso.

Joana está sempre lá como se dissesse: “Vai dar uma volta Inês, você tá precisando descansar”. E ela vai mesmo; com aquele andar de dona do mundo, o rabo felpudo e focinho achatado. Vai subir no muro e dar uma espiada na rua. Quer dar um tempinho da vida de mamãe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s