Os parlamentares e os 2.000 projetos

G1 fez um levantamento apontando que desde o início da legislatura (fevereiro deste ano), os parlamentares apresentaram 2.161 projetos de lei, mas destes, apenas 1 foi transformado em lei.
Ainda assim, a proposição felizarda, apresentada pelo do líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (RN), tratava da alteração da Lei nº 9.096, de 1995, para estabelecimento do critério de distribuição do Fundo Partidário. Ou seja, qual a reelvância deste tipo de lei para a população levando-se em conta uma série de questões emergenciais?

Os deputados alegam que a morosidade se dá pela série de medidas provisórias que tiveram que avaliar. Nesse contexto é importante levar em conta:

    • A população não acompanha e cobra como deveria os trabalhos no Congresso

 

    • Trabalhar três dias na semana afeta sobremaneira o rendimento de qualquer grupo de trabalho

 

  • Se esta equipe trabalhasse no setor privado e apresentasse uma produção como esta, já estaria demitida

O trabalho não é simples, mas diante de resultados como este, qualquer consultor de recursos humanos diria que esta equipe não está apta a gerir qualquer tipo de projeto.

Anúncios

2 Respostas para “Os parlamentares e os 2.000 projetos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s