Evo não pode ver a uva

Bolívia está cada vez mais parecida com o Brasil dos tempos ditatoriais. O presidente do país, Evo Morales anunciou a nova Carta Magna, a constituição da Bolívia. A aprovação aconteceu nesta madrugada em uma área militar na cidade de Sucre e foi votada praticamente pelospartidos da situação, com ausência da oposição. A nova constituição outorga mais poderes a Evo e agora os artigos devem ser votados um a um durante esta semana.

Três civis já morreram em confronto com a polícia durante manifestações. As críticas partem de todos os lados e segundo o jornal El País, Evo já começa a receber ligações de representantes de outros países preocupados com a situação.

O retrocesso que se apresenta pode ter vários motivos, mas um deles, com certeza é a falta de educação. Os cidadãos ainda não aprenderam a votar. Se votam, o fazem pelos motivos errados; e quando votam, não sabem como escolher. Nesse ponto devo recorrer a Cristovam Buarque e dizer que ele está certo ao bater na tecla da educação.

Dá medo o que pode acontecer na Bolívia. Um país, cuja queda do regime militar se deu em 1980, tem ainda a memória fresca do que é um tempo de ditadura. É hora de usar esta memória.

Foto: G1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s