Arquivo do mês: maio 2009

Movimentos sociais ampliam mobilização pela Confecom nos Estados

FENAJ

Após a edição do decreto convocando a 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) e da portaria do Ministério das Comunicações constituindo a Comissão Organizadora deste processo, movimentos sociais ampliam as ações para preparar as conferências regionais e estaduais. A FENAJ prepara um seminário para organizar a participação do movimento sindical dos jornalistas na Confecom.

As 26 instituições e entidades representativas dos setores público, privado e da sociedade civil tiveram até 30 de abril para indicar seus representantes à Comissão Organizadora da 1ª Confecom. Como a Câmara dos Deputados e o Senado têm direito a dois representantes, a Comissão Organizadora terá 28 membros. A FENAJ indicou como titular seu 1º vice-presidente e coordenador do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), Celso Schröder, e, como suplentes, o presidente da entidade, Sérgio Murillo de Andrade, e o diretor José Carlos Torves.

A entidade prepara para junho, possivelmente em São Paulo, um seminário para definir propostas dos jornalistas para o debate com a sociedade, antecedendo a plenária do FNDC.Entre as lacunas para que a Confecom deslanche em todo o País, estão a definição da metodologia de construção da Conferência nos Estados e municípios, os critérios de participação e representação dos interessados e os procedimentos para a sua convocação e realização, eleição de delegados e requisitos básicos para a participação social. A expectativa é de que isso ocorra brevemente.

Disposição para o debateMesmo sem essas definições, a movimentação em torno da Conferência vem crescendo em vários Estados. Um grupo de representantes da Comissão Pró-Conferência de Comunicação do Ceará participou, na quarta-feira (29/4), de reunião com o chefe de gabinete do governo do Estado, Ivo Gomes, e com o secretário da Casa Civil, Arialdo Pinho. O objetivo do grupo foi dar início ao diálogo da CPC-CE com o governo estadual para a realização das etapas regionais da 1ª Confecom. Foi solicitada a constituição de um grupo de trabalho com representantes do poder público e sociedade civil para dar início aos trabalhos no Estado.

Entre as atividades programadas no Ceará, está a realização de um debate sobre Democratização da Mídia e a Conferência Nacional de Comunicação, na Casa Amarela Eusélio Oliveira, com participação de representantes do Sindicato dos Jornalistas no Ceará e da FENAJ, dia 9 de maio, às 9 horas.A cidade de Patos, no sertão paraibano, sediou quinta-feira (30/4), a segunda rodada de uma série de eventos pró-conferência de comunicação. Sob o título “Construção pela Democratização da Comunicação: diálogos possíveis”. O evento foi uma promoção do Conselho Regional de Psicologia em parceria com diversas entidades não-governamentais.

Em São Paulo, a Câmara Municipal de Campinas será palco, nos dias 16, 23 e 30 de maio (sábados), de um Ciclo de Debates sobre Comunicação direcionado para toda a região metropolitana. Mais informações sobre esta atividade podem ser obtidas com Gil, nos telefones (19) 9106-7672, 3736-1744 ou pelo e-mail imprensa@sergiobenassi.com.br.

Em Santa Catarina, o Comitê pela Democratização da Comunicação tem reunião ampliada nesta terça-feira (5/4), às 16 horas, no auditório do Sintespe, em Florianópolis, para discutir a ampliação do movimento para outras regiões do Estado. E no dia 21 de maio, às 9 horas, no plenarinho da Assembléia Legislativa, haverá audiência pública sobre a 1ª Confecom. Já a Escola Sul da CUT e as CUTs de SC. PR e RS realizam, de 13 a 15 de maio, a Pré-Conferência Regional Sul de Comunicação: Comunicação & Transformação Social. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas pelo telefone: (48) 3226.7272, e-mail formacao@escolasul.org.br, ou no site http://www.escolasul.org.br./.

Anúncios